17 de jan de 2014

Resenha: Seis coisas impossíveis - Fiona Wood

Resenha de Celly Borges

Sim, Seis coisas impossíveis (Editora Novo Conceito, 272 páginas, R$29,90) me chamou pela capa. Fui ler a sinopse e ver sobre o que se tratava e a ideia pareceu interessante.

Conta a história de um menino chamado Dan, que se vê quase sem rumo na vida. Ele e sua mãe vão viver um uma casa velha, herança de uma tia-avó, mas nem podem vendê-la, pois a construção é tombada pelo patrimônio histórico. E fede a xixi de cachorro. E não recebem nenhum dinheiro.

Acontece que a família está falida, e nem o apoio do pai podem ter, pois ele se separou de sua mãe... na verdade, não foi somente isso, ele assumiu ser gay. Imagina o choque para uma família que está à beira de ruir!

Bem, mas a mãe de Dan tenta se reerguer criando uma empresa de bolos para casamento. Só não dá muito certo quando ela começa a mostrar às clientes que seus casamentos não serão muito bons. Dan sempre pega uma possível compradora chorando muito na cozinha. Ele tenta alertas a mãe, mas ela se mostra irredutível, quer ajudar as pessoas. Resultado: não consegue fazer nenhum bolo.

Ah, no fundo da casa, há um morador, Oliver, que transformou o estábulo num ótimo lugar para morar. Ele foi morar lá quando Adelaide ainda era viva, e acabou ficando.

E daí é a mesma história: o menino que estudava num colégio particular, de repente passa a ir ao colégio público, é zoado pelos alunos mais antigos, se apaixona pela vizinha bonita... Enfim, um texto bastante comum – ok, isso nem sempre é importante quando bem colocado, porém, aqui não é o caso. O mesmo cansa. E a história é rasa e, logo no início, o leitor sabe que virá mais do mesmo, não há novidades. E não caminha. Há um pouco de humor, mas não conseguiu salvar a história.

É isso. A simplicidade aqui não é boa. Ok, a desculpa pode ser a visão de Dan, um adolescente que perdeu quase tudo em sua vida, se revolta com a mãe – mas as revoltas não parecem ser dele, parece que ele se torna outra pessoa quando age assim –, não quer falar com o pai, nunca teve namorada – na verdade nunca beijou –, está num lugar novo, numa casa horrível...

E é isso, essas ideias de histórias na visão do adolescente fazem parecer que lemos quase todos os livros do estilo, pois são sempre os mesmos problemas, as mesmas questões – podem dizer que muitos passam por isso, é comum da idade, mas não ter nada de novo em suas vidas?

Infelizmente não foi uma leitura agradável nem para o final de semana.

Serviço
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633251
Ano: 2013
Páginas: 272
SkoobNovo Conceito

Resenhista
Celly Borges é escritora, sonhadora e não passou por esses problemas porque ainda é uma criança.

2 comentários:

  1. Eita...
    Ganhei de AS, pedi pq achei interessante a sinopse
    Depois de ler, te conto
    Bjks mil, querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa! Mas às vezes funciona para você. Conte, sim! =)

      Bjos

      Excluir

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.