22 de fev de 2012

Entrevista sobre LitFan com os Editores da Estronho/Fantas

Nós da Editora Estronho/Fantas fomos convidados para uma entrevista sobre a Literatura Fantástica no Brasil. Como conhecíamos quem nos tinha indicado, pedimos que enviasse as perguntas. A entrevistadora nos mandou quatro perguntas que respondemos e logo retornamos, mas quando vimos hoje a matéria nos deparamos com apenas metade de uma de nossas respostas e ainda assim completada com as palavras da entrevistadora. Como gostamos de tudo muito claro em respeito a nós e nossos leitores, resolvemos postar todas as perguntas com as respostas certas.

1- Nome Completo e profissão.
Celly Borges, editora do Selo Fantas de Literatura infantil e juvenil da Editora Estronho, revisora e autora, e M. D. Amado, editor da Estronho, autor e mantenedor do site “Estronho e Esquésito” há quase 16 anos.

2- Qual o seu critério como editores ao selecionar um material para ser publicado?
Gostamos de publicar o que gostamos de ler, não publicamos histórias que não acreditamos. Apostamos em autores que sabem escrever, que cativam. Não acreditamos em histórias que precisam de muitas mudanças, que o editor pegue na mão e ensine o caminho todo. Claro que, como trabalhamos com muitos autores iniciantes, não podemos exigir que venham prontos, na verdade nem quem está na mercado há muito está realmente pronto, mas falamos da estrutura da história. E também o autor precisa saber escrever direito, pelo menos conhecer o básico do português, não somente jogar uma ideia “excelente” no papel e que se vire quem faz copidesque. Sendo assim, de quem seria verdadeiramente o texto?

3- Como vocês veem a literatura fantástica em relação ao mercado brasileiro? Todas as portas já foram abertas ou vocês ainda encontram muitas dificuldades?
Encontramos dificuldades porque muitas pessoas não apostam em literatura fantástica nacional. Como a divulgação ainda é feita a maior parte através de internet, é preciso trabalhar bastante para que chegue até aquelas pessoas que gostam da boa literatura, mas não conhecem muitos autores brasileiros. Uma editora pequena raramente consegue destaque nas livrarias físicas, por isso a Estronho, que está em algumas dessas lojas, paralelamente aposta pesado em vendas com o Estronhomóvel, em feiras e eventos e dando grandes descontos em nosso site, sempre com frete grátis.

4- Ainda existe preconceito por parte do público em relação à literatura fantástica?
A maioria não vê segurança. Claro que a fácil publicação, sem passar por um editor sério ou revisores, facilita que qualquer coisa seja publicada, muitas vezes sem critério, como por exemplo, antologias que contemplam a amizade ao invés do texto de qualidade – hoje vemos até editores que colocam pessoas sem experiência para organizar antologias – e isso pode afastar os leitores, achando que aquilo é uma amostra de todo o material de LitFan produzido no Brasil, o que não é verdade, pois encontramos muitos autores ótimos, que sabem escrever, que têm conteúdo e demonstram isso em suas obras. Além disso, entendemos que tanto editores quanto autores que selecionam por amizade na verdade estão prejudicando seus amigos, muitas vezes os iludindo fazendo-os pensar que estão prontos para o mercado, mas não estão, e o mercado não perdoa, com o tempo corre-se o risco de ver os amigos se limitando a publicar somente entre amigos.
Agradecemos o espaço e desejamos ótimas leituras.

Espero que entendam o motivo de ter publicado aqui toda a entrevista, pois gostamos de ser claros em tudo o que fazemos, não é bacana colocar palavras não ditas, mesmo que não sejam desrespeitosas e possam até mesmo falar algo que podemos pensar, mas quando uma entrevista é feita o entrevistado gosta de ver que suas palavras tiveram sentido e foram respeitadas.

Ótimas leituras a todos,

Celly Borges

4 comentários:

  1. @cyberlivingdead22/02/2012 13:46

    Muito boa sua entrevista Celly. Ainda não entendi qual o objetivo da pessoa que agiu de má fé alterando suas palavras. A estronho tem o espaço que tem nas prateleiras dos leitores devido ao seu tratamento diferenciado em relação às "grandes editoras". A estronho mantém comunicação direta com seus leitores e sempre preza pela qualidade de suas publicações, logo amar essa editora é inevitável. Meus parabéns!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. O artigo citado é este (http://www.oestadorj.com.br/?pg=noticia&id=8932)? Se for, realmente foram colocadas muitas palavras em suas bocas! rs

    ResponderExcluir
  3. Oi Celly!!

    Passei pra dizer que estou delirando com meus livros!
    Logo farei nova compra...

    Ah! A partir de hoje estarei divulgando os livros de vocês no meu blog também, viu?!
    Livros tão bons merecem ser lidos por muita gente!!!

    Beijão pra você!!

    Tandorí (Carol)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada mocinha, você é uma foufa =)

      Excluir

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.