30 de nov de 2008

Resenha: Three - Ted Dekker

Você tem exatamente três minutos para confessar o seu pecado para o mundo. Se não, seu carro explodirá em mil pedaços”.

A única coisa que Kevin Parson conseguiu fazer ao receber este telefonema foi jogar o carro em um estacionamento vago.

O veículo realmente explodiu e logo toda a imprensa estava no local.

“– Pode me chamar de Richard Slater. Esse nome lembra alguma coisa? Esse é o jogo que Slater quer jogar”.

Ele exigiu que a polícia ficasse de fora. Mas não falou nada sobre o FBI, e Jennifer entrou no jogo. Slater pedir que Kevin chamasse Samantha, já que era a melhor amiga dele. Ela também jogaria.

Outra exigência era que Kevin não falasse nada enquanto conversava com Slater. Mas Kevin não conseguiu se conter e seu melhor amigo pagou com a vida.

Agora ele precisa correr contra o tempo. Tinha charadas, e pouco tempo para desvendá-las, junto com Jennifer e Samantha.

Tudo o que Slater fazia envolvia de alguma forma o número três. Inclusive o tempo para explodir o próximo local, caso ele falhasse outra vez.
Porém Kevin não fazia ideia de que pecado cometera.

Ted Dekker (1962) esteve na lista dos livros mais vendidos do “The New York Times”. Escreveu, juntamente com Frank Peretti, o livro de terror “Fim do Jogo”.

*****
Three – 2003
Tradução de Rafael Macedo Mantovani
Editora Thomas Nelson Brasil
348 páginas
*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.