21 de jun de 2013

Dica de leitura: O grande livro das coisas horríveis - Matthew White

O homem é tão cruel que chegou a eleger um dos locais com mais mortes por hectare uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

“Até os nazistas construírem seus campos de extermínio, o Coliseu talvez tenha sido o menor lugar com o maior número de mortes da história”, diz Matthew White ao contar sobre um dos episódios mais sangrentos que se tem conhecimento, as lutas de gladiadores, que contabilizam 3,5 milhões de mortes e ocupam o 28º lugar da lista.

Cobrindo desde a Segunda Guerra Persa (480-479 a.C.) até a Segunda Guerra do Congo (1998-2002), O grande livro das coisas horríveis traz uma surpreendente (e assustadora) releitura da história da humanidade. Ancorado em dados estatísticos, o autor examina os cem acontecimentos mais letais da história, seja por motivos políticos, religiosos, econômicos ou simplesmente fruto da mente de tiranos delirantes. Ao lado das grandes guerras, o livro resgata conflitos pouco lembrados, como A Revolta Mahdi e a Rebelião Taiping. Episódios como a conquista das Américas e o período da Dinastia Xin, igualmente cruéis, também não escapam da análise de White.

*****
Editora: Rocco
Subtítulo: A crônica definitiva da história das 100 piores atrocidades
Tradução: Sergio Moraes Rego
ISBN: 978-85-325-2808-7
Páginas: 768
*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.