14 de mai de 2012

Dica de leitura: Curso de Quenya - Helger Kare Fauskanger

Quenya é uma das línguas criadas por J. R. R. Tolkien, autor de O Senhor dos Anéis, para seus Elfos. Este livro é o mais completo curso já criado sobre esta língua e é totalmente baseado nas informações do próprio Tolkien.

O curso está estruturado em 20 lições que permitem ao leitor se familiarizar com a pronúncia, o vocabulário e a gramática do quenya, mesmo sem conhecimento nenhum de filologia ou linguística. Como Fauskanger faz questão de frisar, Tolkien não deixou vocabulário suficiente para que fosse possível conversar casualmente em quenya, mas é possível escrever com relativa fluência na língua, e há uma literatura crescente em alto-élfico sendo desenvolvida por fãs e estudiosos (principalmente traduções de autores clássicos e poesia composta originalmente nessa língua). Estimativas sugerem que o quenya é a segunda língua artificial mais utilizada no mundo, perdendo apenas para o esperanto.




*****
Editora: Arte e Letra
Páginas: 428
Tradutor: Gabriel Oliva Brum
*****

Leia também:
A Ira dos Dragões e outros contos, Estus Daheri

Estus Daheri, se encantou pelos desenhos de John Howe e lhe escreveu a fim de elogiar e propor que seu trabalho fosse publicado no Brasil, depois de algumas trocas de e-mails, acabaram por acordar que Thiago, autor de Fantasia, se baseasse em algumas ilustrações e criasse os contos, e assim se deu. Para quem ainda não ligou o nome à pessoa, Howe é um dos mais importantes ilustradores da obra de J. R. R. Tolkien.






As Cartas de J. R. R. Tolkien, Humphrey Carpenter (org.)

As Cartas de J. R. R. Tolkien é um livro em que se reúne uma compilação de trechos de cartas escritas por John Ronald Reuel Tolkien (autor dos livros O Hobbit e O Senhor dos Anéis, entre outros).
Organizado por Humphrey Carpenter e com a assistência de Christopher Tolkien, apenas algumas cartas foram usadas devido a grande quantidade de cartas escritas por J. R. R. Tolkien para diversos destinatárias durante sua vida. 
O livro mostra através das cartas de Tolkien o curso da vida do autor, bem como detalhes de suas obras.



Curso de Sindarin, Pedin Edhellen e Thorsten Renk

Quando Elu Thingol soube do assassinato de muitos Teleri em Alqualondë, o rei elfo de Doriath baniu o Quenya de Beleriand. Esta foi uma das razões que levou o Sindarin a se tornar posteriormente a língua mais falada pelos Elfos na Terceira Era da Terra-média. J.R.R. Tolkien transformou seus idiomas em personagens principais, cada um com sua história própria e influência na formação da Terra-média. Isto faz deste livro uma peça importante para quem deseja compreender um pouco mais sobre a obra deste fantástico escritor.

Um comentário:

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.